Micose: Remédio para Tratar Micose de Unha e Pele

Apresentamos como tratar vários tipos de micose com dicas rápidas e fáceis.


A micose é um problema dermatológico muito comum: ela afeta 40% da população mundial. É mais frequente nas regiões de clima quente e úmida, mas também afeta pessoas de países com clima temperado ou mais seco. Certamente, o mais adequado é procurar ajuda médica, mas algumas manchas, coceira e ardência podem surgir de um momento para outro. Portanto, vamos identificar o que é micose e como trata-la de maneira eficaz.

A micose é uma infecção causada por fungos dermatófitos (que vivem na derme e se alimentam de células mortas). Nossa pele, unhas, pelos e cabelos são colonizados naturalmente por estes germes, mas o calor e a umidade fazem com que estas populações aumentem sem controle.


São três os tipos principais de micoses: superficial, cutânea e subcutânea. Podem surgir em qualquer parte do corpo, mas são mais comuns nas axilas, virilha, pés e mãos. Em casos mais graves, estes seres microscópicos podem afetar a pele do rosto e o couro cabeludo.

micose

Leia também: Unhas Fracas: O que Fazer? Base, Vitamina e Tratamento

Como se Pega Micose?

As principais transmissões de micose ocorrem quando as pessoas caminham sem calçados em locais úmidos e quentes, como deques de piscinas, banheiros e vestiários públicos, e mesmo na areia das praias mal higienizadas.

Como os germes vivem naturalmente na nossa pele, a infecção pode surgir também em pés e mãos mal cuidados. Especialmente nos dias quentes, é preciso dar um respiro para os pés e caprichar nos banhos. O uso de tênis por períodos muito prolongados, a secagem inadequada após as duchas e o uso de roupas íntimas justas são bons convites para uma micose.

As micoses mais comuns são a dermatofitose, pitiríase (versicolor, alba ou rósea de Gilbert) e a onicomicose. A dermatofitose, também chamada de tinha (tinea) ou frieira, afeta várias partes do corpo. As formas mais comuns são provocadas pela Tinea corporis (afeta a pele sem pelos; é a micose mais comum), especialmente em pessoas obesas. A Tinea pedis, ou pé-de-atleta, se caracteriza por pequenas lesões entre os dedos, com escamações nas regiões plantares. O lugar preferido da Tinea Cruris é a virilha (e também genitais mal cuidados).

Leia: Manchas Brancas na Pele

Em comum, as dermatofitoses causam o surgimento de pequenas manchas brancas, rosadas ou avermelhadas, que descamam e, em alguns casos, podem provocar pequenos ferimentos.

São três os tipos conhecidos de pitiríase: alba (manchas brancas, ásperas e com descamações finas no rosto, pescoço, peito e braços); a versicolor (manchas amareladas ou marrons, que parecem brancas quando a pessoa afetada está bronzeada; ela piora bastante com a exposição ao Sol); e rósea de Gilbert (erupções agudas, que surgem inicialmente em uma região delimitada para em seguida diversas outras, sempre perto uma das outras).

micose nas unhas

Micose de Unha

As onicomicoses (na verdade, micose é um termo genérico para várias afecções da pele) atacam as unhas com descamações e alterações da cor. Em alguns tipos, pode causar rachaduras. Muitos pacientes se queixam de dores locais e, no caso de deformação da unha, podem sofrer limitações funcionais.

Leia também: Micose nas Unhas: Como Tratar? Veja os Remédios

Remédio para Micose

É fácil curar uma micose, mas leva tempo (dermatologistas descrevem casos curados em dez dias, outros em dez meses) e o tratamento é um pouco chato. A maioria das infecções é debelada com produtos tópicos, em forma de pomada, creme ou aerossol. O problema é que eles precisam ser aplicados diversas vezes por dia, o que faz muitas pessoas desistirem ao desaparecerem os sinais. Pode ter certeza: milhões de fungos ainda continuam na região.

Alguns medicamentos são vendidos sem receita médica. É o caso do Miconazol, Cetoconazol e Itraconazol.

Mas, se a micose estiver no início, ela pode ser tratada com algumas receitas caseiras. Os cravos-da-índia dão bons resultados. Basta colocar uma colher (sopa) de cravos em um recipiente que possa ir ao fogo e juntar azeite até cobrir. Em seguida, é preciso aquecer em banho-maria, sem tampar a panela. Espere esfriar com o recipiente fechado e aplique sobre a infecção.

Nos casos mais sérios, é preciso consultar um médico. Os fungos em si não trazem mal aos seres humanos, mas as lesões forem negligenciadas podem se ampliar, tornando a pele suscetível ao ataque de bactérias nocivas à saúde.

Um comentário em “Micose: Remédio para Tratar Micose de Unha e Pele

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *