Garganta Inflamada: Como Tratar e Remédios Caseiros

Inflamação na garganta: conheça as principais diferenças e saiba como enfrentá-las.


A garganta é a porta de entrada tanto para as vias respiratórias quanto para o tubo digestório. As inflamações ocorrem nela justamente para que os órgãos internos sejam invadidos por microrganismos. A dor pode ser causada por uma irritação ou inflamação. A maior parte destes desconfortos está associada a resfriados e desaparece em poucos dias.

Ibuprofeno e paracetamol também ajudam no alívio. Às vezes, no entanto, a garganta inflamada é provocada por infecções virais ou bacterianas mais graves, como a mononucleose, por exemplo, caso que requer acompanhamento médico. Se os sintomas persistirem, é hora de abandonar os tratamentos caseiros e procurar um especialista.


dor de garganta

Tratamentos Caseiros para Garganta Inflamada

Um gargarejo normalmente alivia os sintomas de inflamação na garganta. Uma colher (chá) de sal e outra medida igual de suco de limão, diluídas em 250 ml de água morna, dão bons resultados. Basta inclinar a cabeça para trás, para que o líquido atinja a parte posterior da garganta, e cuspir em seguida. Enquanto o incômodo persistir, a operação deve ser repetida de hora em hora.

Quando o pescoço está dolorido, pode-se aplicar uma compressa na região. Água quente, álcool e água ou chá de camomila (uma colher de chá de flores em uma xícara de água) são boas indicações. Emplastros de água e sal – seis colheres de sopa de água morna para duas xícaras de sal grosso em uma toalha limpa – também aumentam o bem-estar.

Um umidificador é útil para reduzir os sintomas de garganta inflamada. O vapor, tanto quente, quanto frio, diminui a irritação. O único cuidado, no caso, é não tornar o quarto muito quente ou muito frio. Gengibre, camomila e chá de limão potencializam os efeitos deste tratamento. O ar deve ser inalado pelo nariz e pela boca durante cinco minutos.

Uma infusão de mel e agrião também alivia a dor. Dois talos do vegetal e uma colher (sobremesa) de mel em meio litro de água são suficientes. Deve-se ingerir uma colher (sobremesa) a cada meia hora. O efeito é semelhante ao obtido com as pastilhas como Strepsils e Benalet e aerossóis como o Flogoral, que contêm substâncias ativas; elas funcionam como um anestésico local.

É preciso cuidado, no entanto: as pastilhas não devem ser consumidas por mais de três dias, pois podem mascarar doenças mais graves, como a inflamação na garganta provocada por estreptococos, responsáveis, entre outras, por pneumonia, escarlatina e até problemas cardíacos.

Como Melhorar Inflamação na Garganta?

Nenhuma dor regride enquanto estamos em atividade ou muito agitados. Portanto, em caso de inflamação na garganta, é preciso descansar bastante. Tente dormir um pouco durante o dia, mantendo ou ampliando o tempo de descanso noturno.

As mãos são uma importante porta de entrada para germes nocivos à saúde humana. Assim, é importante lavá-las com regularidade, especialmente quando estamos com uma inflamação ou infecção; os microrganismos serão reduzidos com mais rapidez.

A hidratação também é importante, especialmente em caso de gripes ou resfriados. A garganta ressecada é um ambiente adequado para a proliferação de vírus e bactérias. Dois litros de água diários são suficientes para manter as condições. Por falar em desidratação, estudos recentes comprovam que o café não é um vilão na história: até cinco xícaras diárias não provocam efeito diurético.

Tome vitamina C (sucos cítricos – laranja, limão, acerola, etc. – e pastilhas). Ela age como antioxidante, eliminando radicais livres do organismo. Outros alimentos antioxidantes são o feijão, chá verde, amora, alcachofra, maçã e nozes.

É preciso fazer uma autoavaliação: para muitas pessoas, o leite e seus derivados aumentam a produção de muco, o que piora a inflamação na garganta. Se este for o caso, é necessário evitar o consumo destes alimentos enquanto persistir a dor e irritação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *