Dores Musculares: Remédio para Aliviar a Dor Muscular

Dores musculares são comuns e podem afetar vários tecidos. O que é bom para aliviá-las?


Dores musculares são as indisposições mais comuns que afetam os seres humanos. Elas podem afetar mais de um músculo e envolver ligamentos, tendões e fáscias, os tecidos moles que servem para conectar músculos e ossos. As causas mais comuns são o esforço excessivo, traumas (inclusive luxações e fraturas), lesões e tensões.

Alguns medicamentos também podem causar dores musculares, além de enfermidades como fibromialgia, dermatomiosite, doença de Lyme, malária, abscesso muscular, polimialgia, malária, dengue, poliomielite (praticamente erradicada no Brasil), febre maculosa e lúpus.


A deficiência de sais minerais também responde por muitos quadros de dores musculares. A carência de potássio e cálcio provoca cãibras nas pernas e deixa os músculos (especialmente das coxas) bastante doloridos. Nestes casos, uma banana ou água de coco são suficientes para reverter o quadro. A ingestão regular de leite (integral ou desnatado) e seus derivados garante a dose diária de cálcio, que também pode ser encontrada nas sardinhas, feijão rosinha e laranja-lima.

dores musculares

Dores Musculares

Em geral, as dores musculares se instalam após esforço físico excessivo ou trabalho desgastante. Nestas condições, as dores envolvem músculos específicos e surgem logo após a atividade. Um alongamento antes da tarefa e um relaxamento depois de sua realização bastam para amenizar o desconforto. Sem o preparo adequado, elas podem se tornar crônicas; isto significa que as dores permanecem durante praticamente todo o dia.

No caso de algumas infecções, inclusive a gripe, as dores musculares são generalizadas. O desconforto afeta todo o tecido conjuntivo e pode ser bastante incapacitante. Alguns analgésicos ajudam a superar a dor, mas, no caso da gripe, é preciso esperar que ela complete seu ciclo (e o vírus se torne benigno para nosso organismo) para superar completamente todos os sintomas.

Remédio para Dor Muscular

Dores musculares resultantes de esforço ou trauma podem ser tratadas com ibuprofeno ou paracetamol. Em geral, elas costumam desaparecer em até 72 horas (do contrário, é preciso procurar um médico). Mas uma forma mais simples de evitar este desconforto é a prática de exercícios regulares, como caminhadas, pedaladas, corridas ou natação. O corpo se acostuma a carga de esforços exigida e passa a responder melhor à tensão.

Em alguns casos, é preciso procurar o auxílio de um educador físico, para aprender a melhor forma de alongar, tonificar os músculos e praticar exercícios aeróbicos. O tempo e intensidade da prática devem ser gradualmente ampliados, para não gerar lesões e estresse dos músculos, fatores que apenas causarão mais dores.

O sono é bom para prevenir ou curar dores musculares. Durante a noite, o corpo relaxa e os músculos podem descansar adequadamente. Ioga e meditação são igualmente boas maneiras de atingir um relaxamento adequado.

Quando ir ao médico?

Se as dores musculares persistirem por mais de três dias, se forem muito forte, se vierem acompanhadas com vermelhidão e inchaço local ou se estiverem associadas à ingestão de algum medicamento, o médico deve ser consultado, porque elas podem indicar a instalação de uma doença mais grave.

Vale o mesmo para enrijecimento do pescoço, falta de ar, dificuldade de deglutição, dificuldade para mover um membro, ganho repentino de peso e retenção de líquidos: estes casos, na verdade, são emergências médicas. Dores musculares persistentes e intensas podem indicar processos inflamatórios ou traumatismos repetitivos.

A dor é um mecanismo de proteção do corpo. Quando ela dá o sinal, é preciso rever as atividades, para impedir que ela se intensifique. As dores musculares, por exemplo, podem indicar que é hora de parar os exercícios ou o trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *