Acne: Melhor Tratamento para Não Deixar Marcas

Praticamente todas as pessoas sofrem com acne em algum período da vida. Saiba o que é bom para evitá-la.


Acne é uma doença de pele, causada pelo aumento da secreção das glândulas sebáceas. Ela provoca o surgimento de cravos, espinhas, manchas e pontos negros principalmente no couro cabeludo, rosto (local mais comum), costas, peito, glúteos e ombros.

O problema é causado pelo bloqueio dos poros, que se infeccionam e ficam cheios de pus.Muitas pessoas não conseguem resistir e espremem as espinhas, fato que provoca marcas, cicatrizes e ferimentos.


Ela é provocada por uma bactéria que vive naturalmente em nossa pele: a Propionibacterium acnes. Quando a pele se torna excessivamente oleosa, por exemplo, esta bactéria encontra o meio propício para se desenvolver.

A combinação de excesso de sebo com acúmulo de células mortas é a principal responsável pela instalação da acne, que pode se mostrar como seborreia, cravos, pápulas (inflamações de um cravo, que se torna avermelhada) e pústulas (a evolução da pápula, que toma a forma de um vulcãozinho de pus), nódulos (lesões mais profundas) e, por fim, as cicatrizes.

acne

Acne, qual o Melhor Tratamento?

Não é uma doença curável. A acne é provocada por alterações hormonais, que determinam o tipo de pele. Quando ela é oleosa, mais ou menos frequentemente surgirão espinhas. Mas existem medicamentos bons para a acne e uma dieta balanceada reduz consideravelmente as erupções cutâneas.

Uma vez que a acne é provocada por aumentos na produção de hormônios, especialmente os sexuais, o problema é mais comum na adolescência, quando ovários e testículos começam a trabalhar ativamente. Mas as espinhas podem surgir em qualquer idade. O período menstrual também é favorável ao surgimento – ou agravamento – da acne.

O estresse é outro fator que agrava as espinhas. O Sol, ao contrário do que é tão apregoado, não faz bem: quando a pessoa se expõe por mais de 15 minutos ao dia, a luz solar provoca desidratação da pele e aparentemente reduz a acne. No entanto, o Sol também danifica os folículos pilosos, causando entupimento dos poros, piorando o quadro no médio prazo.

Acne e alimentação

De acordo com estudos técnicos, menos de 2% dos casos de acne decorre de alergias alimentares. Portanto, dizer que chocolate e pizza aumentam as espinhas é quase sempre um mito. Quando o problema é muito grave, um endocrinologista ou nutricionista pode indicar uma dieta específica, avaliando alguns nutrientes que podem ser prejudiciais.

A acne, no entanto, está diretamente relacionada ao consumo excessivo de calorias. Dietas hipercalóricas, que aumentam a produção dos hormônios sexuais, favorecem o desenvolvimento de cravos e espinhas. Alguns estudos indicam que o excesso de cafeína e de sal contribui para piorar o problema. Incluir na dieta três porções diárias de frutas e vegetais, reduzir açúcares e gorduras e beber bastante água são providências que reduzem a acne.

O zinco também é importante para evitar a acne (até dez miligramas por dia, de acordo com a idade; altas doses são tremendamente tóxicas para o organismo). O mineral melhora o sistema imunológico e, assim, reduz as infecções. Frutos do mar, feijão, semente de abóbora, aveia, oleaginosas (nozes e castanhas), carnes e laticínios são boas fontes.

Como Tratar a Acne

A pele precisa respirar e, para isto, deve estar limpa e em contato com o ar. A maquiagem – especialmente os produtos oleosos – veda os poros e favorece o surgimento de comedões, que são as lesões precursoras da acne.

Produtores capilares, como géis fixadores e laquês, em contato com a pele, podem provocar pruridos, irritações e sensação de ardor em pessoas com acne, piorando os sintomas e também a aparência.

+ Leia também: Roacutan – Efeitos Colaterais, Tratamento, Antes e Depois

Uma última dica: espremer as espinhas não é nada bom para a acne: além de causar cicatrizes e ferimentos, a prática aumenta a probabilidade de infecções: as mãos estão naturalmente cheias de germes, que se transferem rapidamente para o local das espinhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *